AddThis Social Bookmark Button
AddThis Social Bookmark Button
COMUNICADO IMPORTANTE
 
A Sociedade Beneficente Cultural Reino de Bara Agelú, atráves de sua dirigente, MÂE GINA DE BARÁ AGELÚ, informa aos Irmãos e amigos que, por motivo de força maior, foi cancelado o Toque de comemoração do aniversário de 50 anos do Orixá Bara Agelu que se realizaria no dia 11 de outubro.
AddThis Social Bookmark Button

AddThis Social Bookmark Button

Associação Beneficente Cultural Africana Templo de Yemanjá é uma casa de tradição e organização da sociedade civil organizada, isso é uma casa de tradição ancestral  com compromisso cultural  e social, de agregar valores como identidade, respeito ao feminino negre dentro do “Axé do Sul” , e pertencimento. Vem fazendo uma revolução com sua forma de fazer e viver de acordo com o sistema cultural africano. A exemplo, dia 27 de setembro,  promove o 7º ALUJÁ NA PEDRA DE XANGÔ, festividade anual que homenageia  Orixá Xangõ, com um toque especifico de atabaques. Neste ano,  a partir das 9h da manhã, iniciam as atividades, um cárdapio cultural que envolve, 1 ano de aniversário do Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural, Lançamento do Projeto Batuque do Sul Promovendo a Vida, Roda de Conversa, mostras culturais e exposição. A noite, é um dos momentos mais esperados, acontecem as manifestações das autoridades civis e religiosas, na sequência,  se dá o início das cânticos e preceitos sagrados  de saudação, ao Orixá Xangõ o  grande ALUJÁ, toque de tambores em frente a Pedra de Xangô que fica localizada na Praia da Alegria, Guaíba, RS, Brasil.

                                                  Kaô Kabecilê Orixá Xangô!!!

Confira o cardápio Cultural:

PROGRAMAÇÃO DO 7º ALUJÀ NA PEDRA DE XANGÔ

ABERTURA  – Sábado 27 de Setembro

10h Abertura da Exposição “ ORIXÁ  XANGÔ “ Sob o Olhar do artista  Pai Beto de Xangô

12:00 AJEUN 

14:00  Abertura da Exposição “ PEDRA DE XANGÔ EM GUAÍBA- Conhecer para Preservar “

15:00 min  Roda de Conversa  Alimento, Saúde, Cultura, Território é SAGRADO  para povos e comunidades tradicionais . com o  Cacique Tekoá Pindó Poty  e  Cacique Roberto Ramires

16:45 AJEUN

18 : 00 Lançamento do Projeto Batuque do Sul  Promovendo a Vida

                Tenda 2  -  Coquetel Afro

19: 45  Celebração do 1º Aniversário do Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural

            Roda de Capoeira – Grupo de Capoeira Guarda Negra – Tenda 1

20: 15 Inicio do   7º ALUJÁ NA PEDRA DE XANGÕ

Manifestações das autoridades civis e religiosas

Abertura Toque Sagrado

Domingo- 28 /09

9:00  Continuam aberta as Exposições

Tenda 1 – PEDRA DE XANGÔ EM GUAÍBA- Conhecer para Preservar

Tenda 2 – ORIXÁ  XANGÔ  Sob o Olhar do artista  Pai Beto de Xangô

Sala de espera com a projeção das imagens do 7º Alujá na Pedra de Xangô

10:00 Atividade :  Yás e Babás tragam suas memórias sobre a Pedra de Xangô que o  Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural grava em Audiovisual.

16: 30 Encerramento do 7º Alujá na Pedra de Xangô

REALIZAÇÃO

ASSOBECATY -  Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural

COMISSÃO DE CASAS ORGANIZADORA

Centro de Umbanda Ogum e Yansã

Centro de Umbanda Ogum Yará

Centro de Umbanda Jurema do Leão

Ilê Ayê Oxum Ibedi

Sociedade Afro Brasileira Reino de Oyá e Xangò

Sociedade Beneficente Nossa Senhora da Conceição

APOIO INSTITUCIONAL:

Prefeitura Municipal de Guaíba

Secretaria Municipal de Turismo e Cultura

Secretaria Estadual de Cultura

Secretária Estadual de Saúde

APOIO DAS COMUNIDADES TRADICIONAIS

Comunidade Quilombola Familia Fidelix

Comunidade Remanescente de Quilombo Familia Machado

Associação dos Moradores da Comunidade Sete de Setembro

Comunidade Guarani de Charqueadas – Cacique Cláudio Acosta e Tekoá

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  3055665
AddThis Social Bookmark Button

AddThis Social Bookmark Button
Mais de 150 pessoas participaram do I Encontro sobre a Discriminação Religiosa e Social realizado no dia 21 de setembro, em Canoas, na sede do Ilê de Iemanjá e Oxalá, dirigido pelos Sacerdotes Charles de Oxalá e Michelle de Iemanjá. 
Entre elas, as ilustres presnças do prefeito de Canoas, Jairo Jorge, o deputado estadual Nelsinho Metalúrgico, o vereador Paulinho de Odé, o Babalorixá Pedro de Oxum Docô e  Pai Alcimar, representante da Associação Umbandista de Canoas que palestraram para um público formado por religiosos das cidades de Canoas, Esteio, Sapucaia, Porto Alegre, Alvorada, Viamão, Cachoerinha, Gravatai, Guaiba, Eldorado do Sul, Nova Santa Rita, Charqueadas e São Jerônimo.
Em seu discurso, o prefeito Jairo Jorge lembrou que o Estado é laico mas, por isso mesmo, tem a obrigação de defender a liberdade de todos os credos.
O deputado Nelsinho Metalúrgico salientou a importância do respeito a fé e da obrigação de lutarmos contra qualquer forma de dicriminação, seja religiosa, racial, política ou social.
Como Sacerdote, Pai Pedro de Oxum, destacou o aumento do número que pessoas que hoje assumem publicamente o africanismo como sua religião. Lembrou também que é necessário estar atento para projetos de lei que, apresentados com propostas maquiadas, na verdade visam o cerceamento do culto. 
O vereador Paulinho de Odé apresentou um pouco do muito que tem feito em Canoas em prol da religião. A exposição das conquistas e dos projetos serviu para mostrar que, com união, organização e apoio político é possível garantir os direitos já existentes e conquistar outros,  em benefício da religião e seus praticantes.
Organizado por Pai Charles de Oxalá e sua esposa Michelle de Iemanjá, o Encontro foi uma das várias atitudes tomadas pelo casal após um ato de intolerância por parte de uma vizinha que agrediu verbalmente a convidados em cerimônia religiosa realizada recentemente, bradando expressões como "religião do demônio"e outras tantas ofensas. Além das providências legais como registro de ocorrência em delegacia especializada no atendimento a religiosos, o casal decidiu compartilhar o episódio com os Irmãos. Segundo Pai Charles, todo e qualquer ato de dicriminação e intolerância, por mais insignificante que pareça, deve ser repelido. 
Durante o debate, vários Sacerdotes expuseram alguns dos problemas que enfrentam, ou enfrentaram, e as atitudes que tomaram para solucioná-los. Em comum, a forte decisão de defender o livre exercício da fé.
No encerramento, após um "coffee break"  um momento de descontração entre os religiosos.       
Jornal Grande Axé
Av. Vinte e Um de Abril, 127 sala 203
Bairro Sarandi - Porto Alegre - RS - 91.120-630
Fones: 51 3084.0386 | 51 3084.0387 | 51 91768183